©2018 by EduMarketing

Estratégias e processos: feitos por pessoas

Henry Mintzberg, um professor de estudos de Administração da McGill University, em Montreal, Canadá, focaliza suas pesquisas para  o trabalho gerencial, nas formas de organização e no processo de formação da estratégia. Ao descrever o que torna uma organização eficaz, Mintzberg lembra uma das afirmações de Tom Peters em que as organizações devem ser “participativas, conduzidas por valor”. Pela visão de Michael Porter, entretanto, o autor acrescenta que as organizações devem usar a análise competitiva.

É Porter quem diz que a eficácia reside na estratégia enquanto Peters acredita que são as operações que contam. É como se um dissesse “faça as coisas certas” enquanto o outro afirmasse “faça-as corretamente”. Em qualquer um dos casos, o sucesso da estratégia estará na colaboração das pessoas, seja na escolha correta do que se fazer seja na forma adequada de como fazê-las.

Definir as melhores estratégias de Marketing e operar todo o processo, portanto, nos sugerem ações distintas, mas seguramente únicas por contar com um diferencial que pode mudar substancialmente o que havia sido planejado: a colaboração das pessoas envolvidas. Além de ferramentas e recursos profissionais, o aperfeiçoamento da estratégia ou de seu processo será possível se o trabalho gerencial for flexível o bastante para aceitar novas idéias, vindas, às vezes, de pessoas que não necessariamente sejam da equipe de Marketing. Inovar, portanto, vai além do que olhar para a estratégia tal como foi concebida originalmente ou apenas para dentro do processo.

Citação bibliográfica: “Além da Configuração”, por Henry Mintzberg, em “O processo da estratégia”, 4ª edição, p.386, Bookman, Porto Alegre, 2006.

#porter #peter #mintzberg #processos #inovação #estratégia #peoplemarketing #produçãocolaborativa