Reflexo da colaboração

“Eu trabalho com um grupo de pessoas muito dedicadas (…). Aprendi trabalhando com assistentes (…) [a estar] aberto a sugestões (…). Lembro que saí do estúdio e quando voltei, eles tinham colocado todos os objetos semelhantes invertidos (…) funcionou incrivelmente (…). Eu não ia ter essa ideia”. Vik Muniz

Depois de acompanhar essas  falas durante uma entrevista veiculada no Programa do Jô, da TV Globo, no feriado do dia 21, resolvi registrar aqui o nome desse artista plástico, responsável por uma mostra que começou esta semana no Masp, com 131 obras (em 200 imagens) de seus 20 anos de carreira.

Vik Muniz emprega diversas técnicas em suas obras e inusitados materiais, como pasta de amendoim, chocolate líquido, geléia de morango, doce de leite, catchup e até lixo. Dificilmente você ainda não tenha ouvido falar dele. Lembra-se da capa do CD dos Tribalistas? Pois bem, eis o autor. Mas esse não é nem o único nem o mais importante trabalho de sua carreira.

Desenvolvendo sua arte em um grande galpão no Rio de Janeiro, o artista plástico, com a ajuda de assistentes, fez várias “manobras” com sucatas que deram formas a algumas de suas obras. Fotografadas do alto de uma torre, a 20 metros do solo, é possível perceber a grandiosidade de sua criação. Em um momento de seu depoimento, (precisamente aos 6’01’’ – para quem quiser conferir, basta clicar aqui e selecionar o vídeo correspondente), ele reconhece a contribuição de sua equipe, que fez uma intervenção para dar uma noção do reflexo da figura de Narciso (Caravaggio) na água. Os trechos do depoimento que destaquei no início deste post estão nessa parte .

Exposição: Masp, Av. Paulista, 1.578, até 12/7/2009.

#peoplemarketing #vikmuniz

Posts recentes

Ver tudo

E o besouro voou

Com o encerramento da produção do Fusca, no México, a Volkswagen se despediu do modelo com um vídeo bastante emocionante. Sob o título "A última milha" (The Last Mile), a animação traz uma série de re

©2018 by EduMarketing