©2018 by EduMarketing

O cara do ano

Reconhecimento facial das fotos inseridas no Facebook. Essa é uma das novidades que estará disponível, inicialmente, para usuários nos Estados Unidos. Na verdade, nem é algo tão novo, uma vez que em julho passado o Facebook já havia anunciado testes nesse sentido. De qualquer forma, cada vez mais busca-se melhorar a experiência do usuário, o que é sempre muito positivo.

Neste “mundão virtual”, vencerão aqueles que fizerem uso da tecnologia de forma inovadora. E que saibam comunicá-lo adequadamente. Não por acaso, Mark Zuckerberg foi eleito a “Pessoa do Ano 2010” pela revista Time.  De acordo com Lev Grossman, jornalista que redigiu o perfil de Zuckerberg para a publicação norte-americana, “ele foi premiado por conectar mais de 500 milhões de pessoas e mapear as relações entre elas; por ter criado um novo sistema de compartilhamento de informações e por ter mudado a forma como vivemos hoje”.


Mas o que tornou o Facebook um grande sucesso ao longo destes anos, todos já devem supor. Não foi propriamente a genialidade de seu criador. Arriscaria dizer que foi o trabalho em torno daquela marca ou uma boa comunicação sobre as facilidades e os atrativos dessa rede social, sobrepondo-se à percepção dos usuários a respeito de outras redes.  Falo de hipóteses. Seria, claro, necessário pesquisarmos desde o início da fundação do Facebook para encontrarmos as respostas corretas. Se você ainda acredita que isso pouco conta para justificar o atual sucesso da rede, é só prestar atenção na frequência de seus novos pedidos de conexão desde a estreia do filme  “A Rede Social” no Brasil. Nada é por acaso.

#facedetection #facebook #marca